Lâmpadas

Atualmente já existem soluções de iluminação com LED, para substituição total de qualquer modelo ou tipo de lâmpadas. Sejam elas de incandescência, de halogéneo, de fluorescência, economizadoras ou não, e sejam até mesmo de descarga (com iodetos metálicos).
Em qualquer das soluções, a poupança de energia está sempre patente, podendo ir dos 50% até aos 90%.
Podemos afirmar que o caminho que está ser percorrido pela iluminação Led vai na direção dum potencial enorme, até que limites não sabemos, o do aumento da eficácia energética.
Hoje já se alcançaram nas cores quentes, as mais difíceis, rácios de 200 lumens por Watt.
Os Led que são geralmente usados hoje em dia na produção de lâmpadas em massa, emitem 70~80 Lm em branco quente (2700~3300ºK) e 100~120 Lm no branco frio (5500~6500ºK)
Estas são as lâmpadas do presente e também do futuro. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projectoras

São normalmente utilizadas em substituição das lâmpadas de halogéneo mais comuns existentes ou das refletoras de incandescência .

Normais/ Chama

São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas economizadoras ou de incandescência mais comuns e conhecidas. Com as mesmas formas sempre utilizadas nestas últimas como as de “Chama” e “Normais” que têm a forma de pera. Aplicação essencialmente doméstica.

Esféricas

São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas economizadoras ou de incandescência “Esféricas” conhecidas. Com a forma de uma esfera como nas de incandescência, pode ter vários diâmetros , normalmente até um máximo de 100 mm. Aplicação essencialmente doméstica. 

Tubulares

São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas economizadoras e tubulares de fluorescência mais conhecidas. Com 1 ou 2 casquilhos (tubulares) . As suas dimensões estão normalizadas de acordo com os mesmos padrões das que vão substituir.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projectoras

 

Lâmpada de Led, em que o fluxo luminoso é projetado num feixe cónico , com uma graduação entre os 30º e os 120º, de acordo com as lentes que são aplicadas.
São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas de halogéneo mais vulgarmente usadas e das incandescentes refletoras, tanto em aplicações encastradas nos tetos como em projetores salientes.
As suas dimensões estão normalizadas de acordo com os mesmos padrões das que vão substituir. Percorrendo a gama desde a mais pequena MR11, MR16, PAR20, PAR30, PAR38....até há AR111.
Os casquilhos que as compõem também são normalizados também e podem ser os E14, os E27 de rosca para 240V AC ou os de pinos GX5.3 ou GU10 para respectivamente 12V DC e 240V AC.
Normalmente são construídas com Led HP (alto rendimento), as ultimas gerações dos que já são aplicados nas produções em massa, alcançam já os 130 Lumens por Watt. É importante ter informações deste rácio, porque dele depende muito a relação do preço , quantidade de luminosidade obtida e consumo energético.
Normalmente a amplitude de consumo destas lâmpadas poderá ir desde 1W até 15W. Sendo as de 15W normalmente as PAR38 e as de 1W as MR11. Para dar uma ideia mais especifica uma lâmpada de 4x1W (360~400Lm) , será nestes termos, a ideal para substituir uma lâmpada MR16 (dicroica) de halogéneo com um consumo normal de 50W.

Normais / Chama

 

Lâmpada de Led, em que o fluxo luminoso é projetado num feixe com uma graduação de 180º, quando são utilizados Led HP (alto rendimento), ou de 360º quando é utilizado o processo conhecido como “Espiga”, em que os led são colocados nos lados num paralelepípedo normalmente hexagonal emitindo fluxo luminosos com 120º em seis direções, perfazendo os 360º.
São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas economizadoras ou de incandescência mais comuns e conhecidas. Com as mesmas formas sempre utilizadas nestas últimas como as de “Chama” e “Normais” que têm a forma de pera. Aplicação essencialmente doméstica. .
As suas dimensões estão normalizadas de acordo com os mesmos padrões das que vão substituir.
Os casquilhos que as compõem também são padronizados e normalmente são os E14 e os E27 de rosca, outros também podem ser usados.
As construídas com Led HP (alto rendimento) com uma graduação de 180º de fluxo luminoso. As ultimas gerações dos que são aplicados nas produções em massa, já conseguem alcançar os 130 Lumen por Watt. Mas necessitam de um dissipador de calor.
As de 360º utilizam os Led que também são aplicados nas barras e nas fitas, que são conhecidos como SMD, normalmente os 3528 ou 5050, sendo os com maior luminosidade os 5050, cujo rácio é de cerca de 90 lumens por W, na cor branco frio. É importante ter informações deste rácio, porque dele depende muito a relação do preço , valor luminoso obtido e consumo energético. Neste caso o único inconveniente é o de se a ampola de plástico ou vidro for transparente, os led ficam á vista e é uma luz por pontos luminosos muito intensos, o que pode fazer alguma impressão visual.
Nas normais, as lâmpadas led vão até 3~5 a 7 W de consumo, o que corresponde normalmente ás de incandescência de 60~75 a 100 W e ás economizadoras de 11~13 a 20 W."
Nas de chama, as lâmpadas led vão até 3,5 W de consumo, o que corresponde normalmente ás de incandescência de 60 W e ás economizadoras de 11~13 W.

 

 

 

Esféricas

 

Lâmpada de Led, em que o fluxo luminoso é projetado num feixe com uma graduação de 180º, quando são utilizados Led HP (alto rendimento), ou de 360º quando é utilizado o processo conhecido como “Espiga”, em que os led são colocados nos lados num paralelepípedo normalmente hexagonal emitindo fluxo luminosos com 120º em seis direções, perfazendo os 360º.
São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas economizadoras ou de incandescência esféricas. Aplicação essencialmente doméstica.
As suas dimensões estão normalizadas de acordo com os mesmos padrões das que vão substituir.
Os casquilhos que as compõem também são padronizados e normalmente são os E14 e os E27 de rosca.
As construídas com Led HP (alto rendimento) com uma graduação de 180º de fluxo luminoso. As ultimas gerações dos que são aplicados nas produções em massa, já conseguem alcançar os 130 Lumen por Watt. Mas necessitam de um dissipador de calor.
As de 360º utilizam os Led que também são aplicados nas barras e nas fitas, que são conhecidos como SMD, normalmente os 3528 ou 5050, sendo os com maior luminosidade os 5050, cujo rácio é de cerca de 90 lumens por W, na cor branco frio. É importante ter informações deste rácio, porque dele depende muito a relação do preço , valor luminoso obtido e consumo energético. Neste caso o único inconveniente é o de se a ampola de plástico ou vidro for transparente, os led ficam á vista e é uma luz por pontos luminosos muito intensos, o que pode fazer alguma impressão visual.
Neste caso, as lâmpadas led vão normalmente até 3,5 W de consumo, o que corresponde ás de incandescência de 60 W e ás economizadoras de 11~13 W.

 

Tubulares

 

Lâmpada de Led, em que o fluxo luminoso é projetado num feixe com uma graduação de 120º. Utilizam os Led que também são aplicados nas barras e nas fitas, que são conhecidos como SMD normalmente os 3528 ou 5050, sendo os com maior luminosidade os 5050, cujo rácio é de cerca de 90 lumens por W, na cor branco frio (5500~6500º~K).
É importante ter informações deste rácio, porque dele depende muito a relação do preço , valor luminoso obtido e consumo energético. Neste caso o único inconveniente é o de os led ficarem á vista e é uma luz por pontos luminosos, o que pode fazer alguma impressão visual.
São normalmente utilizadas na substituição das lâmpadas economizadoras e tubulares de fluorescência mais conhecidas. Com 1 ou 2 casquilhos (tubulares) . As suas dimensões estão normalizadas de acordo com os mesmos padrões das que vão substituir. Poupam cerca de metade do seu consumo energético , São aplicadas diretamente sem ser necessário a intervenção dum técnico. Só é necessário extrair o arrancador. Os casquilhos que as compõem também são padronizados e normalmente são os T 5,T 8 e G 24, outros também podem ser usados.
São normalmente constituídas por uma meia cana em alumínio, para dissipação e a outra que serve de difusor em material plástico transparente ou não.
Aplicação doméstica, nos serviços e na indústria.